Nutrição Sem Neura

Categorias

Histórico

Comer com prazer é saudável! Saiba como se livrar da culpa

Sophie Deram

10/01/2018 04h00

Crédito: iStock

Muita gente acha que comer sem culpa e com prazer é uma “dádiva” que somente os magros têm o luxo de vivenciar. Esse pensamento é completamente equivocado, e em vários sentidos. Vou citar apenas dois.

O primeiro é que magreza não é sinônimo de saúde, assim como o excesso de peso não necessariamente está ligado à ausência dela.

Em segundo lugar, o direito de comer com prazer é concedido a todos os seres humanos, sem distinção — é algo que já nasce com a gente, parte integrante da saúde. Isso significa que todos nós já “saímos de fábrica” com a capacidade de vivenciar sensações prazerosas por meio da comida.

Desde o leite materno somos recompensados com comida. Sendo assim, carregamos o registro mental de que o alimento conforta. O problema é que, ultimamente, sentir prazer comendo passou a ser visto quase como um pecado.

Grande parte das pessoas que querem emagrecer acreditam que é preciso se sacrificar, se privar, e, quando se dão ao direito de comer algo por prazer, sentem muito medo de engordar e uma enorme culpa. O ato de comer por prazer passou a ser associado à falta de disciplina ou força de vontade suficiente para alcançar o peso desejado.

Claro que exagero e gula são comportamentos que não combinam com estilo de vida saudável. Mas qual o problema em comer saboreando um pedaço de bolo, se refrescar com um sorvete ou repetir um prato muito gostoso ocasionalmente?

A cultura das dietas restritivas, que separa os alimentos entre os que “engordam” e “emagrecem”, atrapalha a nossa percepção. Então, para não ganhar peso, parece que a única saída é a privação. Não concordo com essa visão! Comida é comida! Não existem alimentos “bons” ou “ruins”, não há alimentos milagrosos, que propiciam um efeito mágico, ou vilões que nos adoecem assim que comer.

O alimento não é só uma lista de nutrientes, ele também tem valor sociológico, cultural e emocional. A comida não é vilã e sim uma grande aliado do nosso bem-estar e da nossa saúde. O segredo é a forma como comemos.

Coma sem culpa, coma menos

Ao contrário do que o senso comum dita, comer com prazer pode ser uma ferramenta bastante importante para a manutenção do peso. Um estudo feito pela Cornell Food & Brand Lab mostrou que a sensação provocada pelas descobertas gustativas é semelhante a que sentimos quando ingerimos alimentos ricos em gordura, açúcar e sal. Sendo assim, quando comemos algo com prazer, acabamos comendo menos, porque nos sentimos plenos, felizes e satisfeitos.

Comer com prazer não é comer tudo

Quando falo em comer com prazer, não me refiro a comer de forma descontrolada e sem critério. É preciso ampliar a oferta de nutrientes para reeducar o seu paladar e se sentir feliz não só comendo gordura, sal e açúcar, que muitas vezes é a base dos alimentos industrializados (por isso trazem um prazer imediato).

Mudando a sua relação com a comida, você pode se deliciar tanto com uma barra de chocolate quanto com um almoço bem temperado e uma maçã deliciosa. E, dessa forma, vai comer de maneira mais tranquila e moderada. Veja algumas dicas para implementar isso no seu dia-a-dia.

Missão: prazer ao comer!

Antes da refeição Que tal se aproximar mais da comida? Ela é parte importante da sua vida! Vá à feira, cozinhe, resgate receitas de infância e todos os sentimentos associados a elas. Pesquise novos sabores que podem tornar o seu prato mais atrativo: com capricho, até uma simples salada pode se tornar inesquecível! Use a criatividade também na apresentação: a sensação de comer um prato bem montado aumenta a sensação de prazer.

Durante a refeição Faça dessa hora um momento feliz e de paz. Procure se manter presente, saborear o alimento e o momento sem julgamentos. Se puder compartilhar a refeição com pessoas queridas, ótimo! Essa é uma grande felicidade. Se for comer sozinho, prepare o ambiente para que seja um momento agradável: coloque uma música que você gosta, arrume a mesa.

Por fim: pratique o Mindful Eating! Essa é uma ferramenta bem interessante para quem está em busca de uma nova relação com a comida. Coma com qualidade, respeitando seu corpo e suas vontades!

Bon appétit!

Sobre a autora

Sophie Deram é uma nutricionista franco-brasileira, autora do best-seller “O Peso das Dietas”, palestrante, pesquisadora e doutora pela Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo) no departamento de endocrinologia. Defende a importância do prazer de comer para a saúde e a ideia de comer melhor e não menos. Sophie não acredita nas dietas restritivas e no “terrorismo nutricional”. Desenvolve programas online para transformar a relação das pessoas com comida e ensina profissionais de saúde sobre nutrição que alia ciência e consciência.Leia mais no site da Sophie Deram: https://www.sophiederam.com/br/

Sobre o blog

Dicas, reflexões e estudos sobre a relação do nosso corpo com a comida, com foco em alcançar uma relação tranquila com os alimentos e, assim, obter um peso saudável. Esse é um espaço que passa longe dos modismos alimentares. Aqui promoveremos mudanças de hábitos que vão te ajudar a viver melhor. Acredito que o ser humano se nutre de alimentos e sentimentos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Topo