Nutrição Sem Neura

Categorias

Histórico

Não consegue comer menos? Desligue o "piloto-automático" ao comer

Sophie Deram

14/03/2018 04h05

Crédito: iStock

Comer distraído, sem prestar atenção, é um hábito que persegue muita gente. Acontece quando a pessoa está focada em qualquer outra coisa, menos no que está comendo. E essa é uma das formas mais fáceis de engordar, porque, quando não estamos atentos, não percebemos a hora da fome ou de parar de comer e comemos muito mais do que o corpo está pedindo.

Esse tipo de comportamento, o famoso “piloto-automático”, faz parte do conceito de Mindless eating, que é o ato de comer de maneira inconsciente, sem prestar atenção. Isso acontece, em parte, porque estamos cercados de estímulos por todos os lados. Mas também tem a ver com a forma como nos relacionamos com a comida. A boa notícia é que isso pode ser revisto e mudado. Quer conhecer as principais armadilhas nesse sentido? Anote aí.

Tudo ao mesmo tempo

Existem diversos fatores que podem tirar a concentração da comida e que alguns estudos já relacionaram como possíveis desencadeadores de ganho de excesso de peso.

Vamos começar com a televisão, uma das mais conhecidas atrações na hora de comer. A maioria das casas têm um aparelho ligado na hora da refeição. Fica difícil olhar para o prato quando está passando a novela ou as notícias do dia, não é mesmo? Foi observado que comer na frente da televisão pode aumentar em até 30% a quantidade ingerida.

E o que dizer do nosso inseparável celular: joguinhos, WhatsApp, redes sociais… comer olhando para o aparelho virou rotina para muita gente. Com a correria do dia-a-dia, também tem gente que só consegue comer na frente do computador, trabalhando. Ou então, no trânsito, buscando fugir do tédio ou indo de um compromisso para outro. Quem nunca?

Comida por todo lado

Outra situação em que é comum comer no “modo automático” é quando estamos fora de casa. No restaurante por quilo, os pratos são gigantescos, já notou? E a variedade é enorme. As pessoas comem com os olhos, e às vezes acabam lotando o prato de forma exagerada.

Na hora de pagar a conta, o caixa está cheio de doces e chocolates. Na banca de jornal? A mesma coisa. Posto de gasolina? Idem. Sim, temos comida à nossa disposição o tempo todo!

Isso sem falar nos eventos sociais, que de um modo geral giram em torno de petiscos gostosos. As pessoas geralmente começam a conversar e param de prestar atenção no que estão comendo, engolem com pressa, sem mastigar direito.

Todos estas situações são completamente normais e compreensíveis dentro do contexto em que vivemos. A comida faz parte da nossa vida. Que bom! Ninguém precisa se isolar da sociedade, ou arremessar o celular pela janela para poder se alimentar de forma adequada.

Mas seria interessante tentar comer de forma mais consciente. Essa é uma das melhores práticas para prevenir o excesso de peso e manter um peso saudável!

Saia do modo automático

Separei aqui 3 dicas de adaptações simples que você pode tentar para sair do modo automático.

#DICA 1 – Porções menores

As pesquisas mostram que o tamanho das porções afeta o quanto comemos. Quantas vezes, em restaurantes, você achou a quantidade de comida muito grande, mas comeu tudo mesmo assim, com dó de deixar no prato?

Se já está satisfeito, não tem porque continuar comendo. Você pode pedir para o restaurante fazer uma “quentinha”, ou então, se já chegar ao local com pouca fome, que tal dividir a refeição com alguém?

Em casa, a dica é colocar porções menores na hora de se servir, e de preferência não usar pratos tão grandes, porque isso ajuda a colocar menos comida. A ideia não é ficar com fome, mas comer devagar e observar o sinal de saciedade chegando. Pode repetir até ficar satisfeito se sentir a necessidade, sempre de maneira consciente! Muitas vezes as pessoas comem demais e até repetem por hábito, não por fome.

A mesma regra serve para quando for comer algo que venha em pacote: experimente colocar em uma vasilha pequena e coma com calma. Acredite, você vai comer menos do que se tivesse pegando direto do saquinho.

#DICA 2 – Tenha um kit sobrevivência

Quando bate aquela fome, não temos muita condição de pensar racionalmente. E é nessas situações que acabamos comendo de forma distraída e exagerada. Minha dica é fazer um “kit sobrevivência”, por exemplo, um potinho com nozes, castanhas e frutas já cortadas. Na hora que roncar o estômago no trânsito ou no escritório, vai ter algo gostoso e nutritivo à mão.

A mesma coisa vale para a dispensa de casa: é melhor ter bastante oferta de comida de verdade, ou pouco processados, e menos de produtos ultraprocessados.

#DICA3 – Pratique o Mindful Eating

Temos que aprender (ou reaprender) a comer intuitivamente ou seja a praticar “Mindful eating”. Na hora de comer você está aqui e agora. Comer com atenção plena é uma das formas mais eficazes – e gostosas – de comer, respeitando sua fome e saindo do comer inconsciente. Prestando atenção à sua fome e à sua vontade de comer, você passa a sentir mais prazer comendo e, por consequência, se satisfaz com porções menores.  

E assim não comerá de forma distraída nem em casa, nem na festa, nem no trânsito. Vai priorizar a alimentação como parte importante da sua vida, e conquistará um corpo saudável sem sofrer nem se agredir com dietas malucas.

Bon appétit!

Sobre a autora

Sophie Deram é uma nutricionista franco-brasileira, autora do best-seller “O Peso das Dietas”, palestrante, pesquisadora e doutora pela Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo) no departamento de endocrinologia. Defende a importância do prazer de comer para a saúde e a ideia de comer melhor e não menos. Sophie não acredita nas dietas restritivas e no “terrorismo nutricional”. Desenvolve programas online para transformar a relação das pessoas com comida e ensina profissionais de saúde sobre nutrição que alia ciência e consciência.Leia mais no site da Sophie Deram: https://www.sophiederam.com/br/

Sobre o blog

Dicas, reflexões e estudos sobre a relação do nosso corpo com a comida, com foco em alcançar uma relação tranquila com os alimentos e, assim, obter um peso saudável. Esse é um espaço que passa longe dos modismos alimentares. Aqui promoveremos mudanças de hábitos que vão te ajudar a viver melhor. Acredito que o ser humano se nutre de alimentos e sentimentos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Blog Nutrição sem neura
Topo